6 passos para seu filho obedecer você

Fazer seu filho te obedecer pode ser mais simples do que parece

Já aconteceu de você pedir alguma coisa para seu filho e ele fazer exatamente o contrário? Se sim, esse post é pra você. Esse tipo de comportamento é mais comum do que parece, e acontece em muitas famílias. E mais: se o seu pequeno tem até 7 anos, essa tarefa será mais fácil.

1 – Não sinta culpa

É normal no processo de educação dos nossos filhos sentirmos culpa em algum momento por ter que fazer alguma coisa que deixe nossos pequenos chateados, como por exemplo: sair para trabalhar, deixá-los na escola, colocar um limite em algum momento de brincadeira. É importante que você não se sinta culpa, pois a criança percebe e pode usar isso contra você, podendo até controlar a situação.

2 – Seja mais direto(a)

Quando for dar uma ordem/pedido para seu filho, procure ser o mais direto possível ao invés de usar uma linguagem mais generalizada. Por exemplo: se você precisa que seu pequeno se arrume para ir para a escola, diga ordens específicas, como vista o casaco, troque a calça e escove os dentes ao invés de simplesmente falar “se arrume para ir para a escola”. Dessa forma, as crianças entendem de forma mais clara e simples o que você quer dizer sem grandes estresses. Além disso, experimente colocar desafios, eles adoram. Por exemplo: aposto que você não consegue trocar a roupa em 1 minuto. Use sua criatividade e os resultados simplesmente acontecerão.

3 – Substitua as atitudes negativas

Ao invés de ficar falando para o seu filho o que ele não pode ou não deve, comece a elogiar as atitudes positivas que ele tem durante o dia com entusiasmo e de forma verdadeira. Detalhe: sempre tenha um gesto de carinho, como um abraço ou um beijo.

4 – Não fale apenas

Melhor do que falar é fazer. Por isso, mostre para seu filho as atitudes que você quer que ele tenha ao invés de ficar apenas falando.

5 – Toda ação tem uma reação

Comece a explicar para seu pequeno que toda ação tem uma reação. Por exemplo: se ele não quiser comer, explique que desta forma ele poderá ficar fraco, não terá força e provavelmente não ficará grande. Sempre de forma paciente e verdadeira, olhando nos olhos.

6 – Ofereça escolhas

Todo mundo gosta de se sentir no controle. As crianças também. Por isso, na hora de pedir algo para seu filho, tente formular uma frase onde ele tem uma opção de escolha. Por exemplo: você quer comer macarrão ou arroz? E não simplesmente perguntar “você quer comer?”. Isso faz toda a diferença, pois a criança se sentirá no poder e controle da situação, enquanto na verdade você está a ajudando a escolher algo que será bom para ela.

Gostou?
Compartilhe com carinho

Deixe uma resposta