Como melhorar a inteligência emocional das crianças

Veja algumas dicas fáceis de como ajudar os pequenos a lidarem melhor com as emoções

Definir as emoções para uma criança não é uma tarefa simples. Porém, ajudar os pequenos a se tornarem emocionalmente inteligentes é ensiná-los a aprender e entender as diferentes emoções que temos. Com isso, elas conseguem lidar melhor com cada tipo de emoção diferente.

O primeiro passo para ajudar as crianças a melhorarem a inteligência emocional é mostrar para elas que as emoções são normais. Desta forma, conseguimos reduzir as formas “ruins” de expressar as emoções. Veja agora 4 dicas simples que vão ajudar você a melhorar a inteligência emocional das crianças:

1 – Emoção e fisiologia: nosso estado emocional muda nosso estado corporal

Uma coisa é fato: nossa mente e corpo estão totalmente ligados. Sabemos que apenas um movimento corporal é capaz de disparar sentimentos e emoções e que o contrário também pode acontecer: uma emoção pode disparar uma sensação fisiológica. Fazer com que a criança perceba e se torne mais consciente de como as emoções se manifestam no corpo é uma forma de aprimorar a inteligência emocional. Ao realizar isso, as crianças conseguem lidar com emoções mais complicadas sem perder o controle.

2 – Mostre de onde surgem as emoções

Todos nós nascemos com o que chamamos de “resposta emocional”. Ou seja, as emoções são as reações a estímulos externos ou então internos. Conversar com a criança sobre a origem das emoções é fundamental, pois mostra para ela que você se importa com ela, está ali para ajudar. Desta forma, conseguimos aumentar a consciência das crianças sobre a origem de uma emoção, tornando mais leve a forma como elas lidam com isso.

3 – Ajudar as crianças a expressarem suas emoções de forma correta

Isso fará com que elas aprendam a lidar com essas emoções sozinha. Desenvolva junto com as crianças formas de como elas podem lidar com emoções grandes, como a raiva ou medo, que sejam socialmente aceitáveis, sem julgamentos.

4 – Aceitar emoções

Quando fazemos isso para as crianças, mostramos para elas que emoções são normais, fazem parte da nossa vida. Por exemplo: peça para seu filho ou filha contar sobre algo que trouxe muita felicidade para ela naquele dia. Nomeie essa emoção. E peça também para ela falar de uma situação que a deixou triste, e faça a mesma coisa. Desta forma, elas conseguirão identificar as emoções e descrever com mais precisão o que sentem.

* Neste vídeo o Dr. Laerte explica como lidar com o comportamento das crianças

Gostou?
Compartilhe com carinho

Deixe uma resposta