Quanto pesa a culpa que você carrega nos ombros?

Se você pudesse colocar em uma balança toda a culpa que você carrega, todo santo dia, nas suas costas, essa carga seria suportável? Pesada demais? Leve demais?

A culpa é vista de maneira simplória como o arrependimento de uma decisão tomada. Por exemplo o fim de um relacionamento que o envolvido acredita que estragou tudo na relação. Ou aquela pessoa que sente à vontade de comer um doce, sede ao desejo, mas no final se culpa por saber que isso vai contra a dieta que ela estava fazendo. Essa é uma visão geral que as pessoas têm da culpa, porém ela não está conectada com a origem dessa culpa.

Todo esse sentimento de culpa que afeta diariamente milhões de pessoas está ligado diretamente a uma não aceitação de quem realmente são. Seres humano, falíveis e erráticos. Pessoas que carregam culpas o fazem por se sentirem grandes demais, infalíveis, não aceitam a possibilidade de não fazer, não saber, ou até mesmo não querer fazer alguma coisa.

A pessoa que se culpa torna-se o carrasco de si própria. É uma conta que nunca vai fechar, afinal a pessoa nunca estará satisfeita com o que tem, com os resultados que tem recebido e com o que é capaz de oferecer.

O grande passo para tirar todo esse fardo dos ombros é saber que todos somos seres humanos e estamos sempre vivendo a possibilidade de errar. De não termos os resultados que queremos. Para sair dessa culpa é preciso ter a certeza que o mundo nunca foi, é, ou será como você deseja. As coisas acontecerão como devem acontecer. E se não aconteceu como você gostaria era porque assim seria. E se o resultado que você teve não lhe agradou, reconheça o erro, aprenda a lição que ele tem para lhe ensinar, e parta para outra, com esse conhecimento que não o fará errar novamente.

Quanto pesa a culpa que você carrega nos ombros?

Gostou?
Compartilhe com carinho

Deixe uma resposta